2017 está chegando ao fim com menor Selic da história! | CMO com Você

Esta quinta-feira, 7 de Dezembro, começou com muito otimismo do mercado diante das notícias sobre a queda da taxa Selic. As maiores publicações do país anunciaram que o índice atingiu o patamar mais baixo da história após o décimo corte consecutivo e chegou ao nível de 7% ao ano. Esta deve ser a última diminuição da taxa, porém espera-se que este patamar seja mantido até o fim de 2018. Esse cenário é bom para as empresas, claro, mas também é bom para os consumidores, que passam a ter maior poder de compra, pagar menos juros, renegociar dívidas e conseguir empréstimos com mais facilidade.

Aprenda a seguir o que é a Selic, como ela te afeta e porque a queda dela faz com que seu próximo imóvel fique mais próximo de finalmente ser seu.

O que é a taxa Selic?

A Selic é uma ferramenta de política monetária determinada pelo Banco Central que serve para determinar as taxas de juros. A cada dois meses o Copom (Comitê de Política Monetária) divulga uma nova meta para a Selic, que pode ser aumentar, manter ou diminuir, e então controla os empréstimos e a quantidade de moeda na economia para alcançar esta meta. Esta taxa acaba servindo de referência para todos os juros, como os juros do cheque especial, do cartão de crédito, dos empréstimos e até dos investimentos.

Leia também: “Entenda como funcionam os juros”.

Esta taxa também influencia diretamente a inflação. Quanto mais alta a Selic, menos dinheiro está disponível, o que faz com que o preço das coisas não aumente. A consequência é que isso faz com que a atividade econômica diminua. Quando a taxa Selic cai, por outro lado, o consumo aumenta, as pessoas tem mais tendência a gastar e fica economicamente mais vantajoso parcelar.

Até o valor do câmbio é afetado pela Selic. Quando a taxa de juros cai, as empresas estrangeiras passam a investir mais no Brasil e, com mais moeda estrangeira em circulação no país, o preço delas cai. Quer dizer que o valor do dólar, que anda bem alto ultimamente, provavelmente ficará mais barato. Isso também estimula a diminuição do preço dos produtos importados em geral.

Gráfico mostrando a diminuição da taxa a partir de Agosto de 2016. quando ela começou cair.
(Fonte: Copom e Banco Central, via Veja.com)

Como a Selic influencia o mercado imobiliário?

Um dos lados negativos da queda da Selic é que os investimentos passam a render menos. Quem investe em tesouro direto, CDI, CDB e até na poupança começará a ter menos retorno financeiro pelo seu capital. Isso faz com que outras formas de investimento fiquem mais atrativas, como a compra de imóveis. Além disso, pessoas que estão com dinheiro parado podem optar por gastá-lo, devido ao aquecimento da economia em conjunto com os baixos rendimentos do dinheiro guardado.

Outro aspecto ainda mais importante é que, como a taxa Selic influencia todas as taxas de juros, isso significa que o financiamento imobiliário fica mais barato. Negociações com instituições bancárias na hora de comprar imóveis a partir de agora serão mais vantajosas, contarão com parcelas menores e um custo final reduzido, o que obviamente faz com que mais gente decida realizar o “sonho da casa própria”.

Leia também: Primeiros passos para comprar um apartamento.

Mas atenção! Lembra das consequências do aumento do consumo, citadas no começo do texto? Com mais gente querendo comprar imóveis, a tendência é que os preços comecem a subir, principalmente após um período de baixo consumo, em que o preço dos imóveis foram reduzidos para incentivar os clientes a comprar. No decorrer de 2018 o mercado imobiliário deve aumentar os valores do metro quadrado aos poucos, na medida em que as empresas começarem a sentir a melhora da economia. Ou seja: comprar imóveis agora, antes que os preços comecem a subir, pode ser uma boa estratégia econômica.

.


Quer saber mais sobre como funciona um financiamento bancário? Pensando nisso, criamos o “Guia Prático Para Financiar Seu Apê” que pode ser baixado gratuitamente clicando aqui ou no link abaixo. Aprenda de maneira simples e rápida desde como ter seu financiamento aprovado até quais serão suas despesas extras com impostos e registros:

clique aqui para baixar o e-book gratuitamente

Comentários

Compartilhar:

Outros artigos para você

200
dicas

Mude seus hábitos financeiros e descubra como ter um imóvel

Aprenda em 4 passos como parar de gastar por impulso e se organize financeiramente para comprar seu primeiro imóvel

200
dicas

Qual o truque para poupar dinheiro e finalmente comprar um…

Aprenda como o autocontrole e a Regra dos 3 R's podem te fazer alcançar o seu objetivo de ter um imóvel

200
dicas

Comprar ou Alugar um apartamento: Vantagens e Desvantagens

Analisamos a fundo cinco quesitos primordiais para entender os pontos fortes de comprar ou alugar um apartamento